Complexo Social da Abóboda

complexo

O futuro equipamento do Centro Social da Paróquia de Nª Sª da Conceição de Abóboda, localizado na Abóboda, proporcionará aos jovens, famílias e idosos as seguintes respostas: 

Centro de Dia terá como objetivo a promoção do envelhecimento ativo e o aumento da qualidade de vida do idoso, evitando o seu isolamento, colocando-o em contacto com o exterior, integrando-o activamente na sociedade e assegurando lhe a satisfação das suas necessidades.

 Serviço de Apoio Domiciliário (SAD) contribuirá para uma resposta mais alargada e adequada às situações de maior vulnerabilidade física e psíquica da população dependente, possibilitando, a um mínimo de 70 Clientes, a prestação de cuidados a nível do tratamento de roupa, higiene pessoal, higiene habitacional, confecção e distribuição de refeições, cedência de ajudas técnicas, entre outros serviços.

Centro de Juventude propõe a organização de oficinas pedagógicas, em diversas áreas, contribuindo assim para a definição de projetos de vida. Procurar-se-á que os jovens cresçam cultural e espiritualmente em são convívio. Este espaço, mais destinado a atividades culturais, cumprirá dois objetivos, um de guarda e recolha das tradições, e outro de maior integração social e de desenvolvimento dos valores pessoais.

Banco Alimentar permitirá reforçar e centralizar a prestação deste apoio, através de uma resposta qualificada e dignificadora para todos aqueles que a ela recorrem. Para tal, estão previstas áreas de armazenamento, distribuição de alimentos para as famílias que apresentem uma situação de vulnerabilidade.

Igreja representará um espaço de culto religioso, onde ficarão dignamente situados o Altar, o lugar da Palavra e da Reserva Eucarística, bem como o Batistério. O grande espaço será o lugar da Assembleia Cristã, uma nave ampla, airosa mas discreta. Estes serão privilegiadamente os espaços da proclamação da Palavra de Deus e da confecção dos Sacramentos - como os Batismos, Casamentos e Festas.

 

O Complexo é uma realidade acarinhada pelos homens e querida por Deus, concluir esta obra é um mandato para quantos têm o sentido da solidariedade e querem ver esta comunidade com um novo sentido e um novo rumo.